TRANSPORTE MARÍTIMO: novo canal do Panamá está atrasado seis meses

A Autoridade do Canal do Panamá (ACP) anunciou no último dia 2 que o projeto de expansão do canal está seis meses atrasado em relação ao cronograma original.

Inicialmente, a obra, de US$ 5,25 bilhões (R$ 10,5 bilhões), tinha conclusão prevista para outubro de 2014 — exatos 100 anos depois da conclusão do primeiro canal. Agora, a perspectiva é de que a nova ligação entre os oceanos Atlântico e Pacífico esteja aberta apenas em abril de 2015.

Segundo a ACP, o atraso é reflexo da dificuldade de o Grupo Unidos por el Canal, consórcio responsável pela construção, atingir o padrão exigido no concreto usado para as eclusas, ainda em 2011.

O contrato prevê multa de US$ 300 mil (R$ 600 mil) de multa por dia de atraso.

O “Canal do Panamá 2” permitirá que navios de até 49 metros de boca (largura) possam trafegar pela região, com impacto positivo sobre a eficiência e a pegada ambiental do transporte aquaviário. De acordo com estudo do International Journal of Maritime Engineering, citado no blog de notícias da respeitada Nature, o novo canal pode reduzir o consumo de combustível e as emissões de gases de efeito-estufa em cerca de 16%.

Uma resposta em “TRANSPORTE MARÍTIMO: novo canal do Panamá está atrasado seis meses

Os comentários estão desativados.