PORTO DE ITAJAÍ: Portuário faz relato da reunião entre trabalhadores e superintendente

Do Facebook do portuário Airlon Jaques, cito, conforme foi escrito:

Resumo da reunião hoje entre trabalhadores portuários e o superintendente do Porto de Itajaí, Antônio Ayres e o diretor comercial, Heder Motitz.

O prefeito Jandir Bellini não estava presente, os questionamentos foram respondidos pelo Superintendente e as solicitações serão levadas ao prefeito… ficaram de marcar um retorno ainda essa semana, dessa vez com a presença do Jandir.

1 – Bacia de evolução: prazo para conclusão em 2014

2 – Retroárea: o novo arrendatário ficará com a contrapartida de ampliar.

3 – Via Portuária: o DNIT vai licitar uma empresa pra concluir a obra, o restante das casas que não foram indenizadas terão uma permuta em outro local, próximo a BR as margens da própria via. Isso tem previsão de acontecer no início de 2013.

4 – Dragagem: empresa já licitada e contratada pra iniciar o aprofundamento do canal em outubro, o compromisso da empresa é manter o rio com 14 metros de profundidade por 4 anos.

5 – Carga Geral/Projeto/Cabotagem: ficaram de estudar um meio de trazer alguma coisa enquanto a situação do terminal de containers não se normaliza, nesse assunto ficaram de dar uma resposta na reunião com o prefeito.

6 – Arrendamento dos 2 berços públicos: o edital sai ainda esse ano.

7 – Alargamento do rio: já está feito.

8 – Estudo de manobra para navios de até 305 metros: será concluído e entregue a capitania/praticagem até outubro.

9 – Cláusula Social no contrato de arrendamento: o prefeito ficou de dar um retorno sobre a possibilidade de incluir essa cláusula para garantir a contratação de mão de obra via ogmo e regrar o vínculo, conforme nossa solicitação.Foi esclarecido tb que no PMI (procedimento de manifestação de interesse), apenas a APM se interessou em arrendar só a área de pátio e a TRIUNFO em arrendar para operação com descarga de carros. Mas tb foi dito que após o edital ser lançado, outros operadores devem participar.

Não estou emitindo opinião alguma, apenas relatando o que foi falado na reunião.

Abraços do Jaques.

Rocha, Alexandre: anotações

Era o dia 5 de junho de 2009. No auditório da sede administrativa do Porto de Itajaí, o Conselho da Autoridade Portuária estava reunido para mais uma reunião mensal.

Mostra a ata daquela reunião que, entre os assuntos, estava a “segunda bacia de evolução […] para navios acima de 290 m”.

Naquela manhã, há mais de três anos, foi um relatório do então diretor comercial Robert Grantham que dominou os debates sobre o assunto. Intitulado “Visão dos Armadores sobre o futuro do Porto de Itajaí”, o documento traz declarações de representantes de diversos armadores. Da Hapag-Lloyd, vinha a assertiva de que navios com 300 metros de comprimento estavam nos planos de curto prazo. A MSC anunciava a tendência de operar com navios de 310 metros de comprimento e 40 a 45 metros de boca, com capacidade de até 7 mil TEUs. A APM Terminals informava que a Maersk traria para as águas da…

Ver o post original 285 mais palavras