Velejadores se divertem nos primeiros dias da Transat Jacques Vabre

Coluna do Murillo - Notícias de Vela

Raramente em uma regata oceânica de 5 mil milhas os barcos ficam próximos uns aos outros trocando de posição. Afinal de contas, há espaço de sobra no oceano para encontrar a melhor rajada ou a melhor direção. Mas, na Transat Jacques Vabre 2013, os barcos da Classe 40 protagonizaram UM duelo e tanto até a parada de Roscoff (única na travessia). O pit stop da categoria na cidade francesa foi obrigatório para evitar danos maiores causados pela tempestade que passará pelo Canal da Mancha nas próximas horas.

A disputa eletrizante pelos primeiros lugares animou a dupla do TALES Santander 2014 formada pelos espanhóis Alex Pella e Pablo Santurde. “Nunca vi nada parecido numa regata de oceano. Diversão total até a parada em Roscoff. As 24 horas passaram voando mesmo com muito vento e chuva em alguns trechos”, contou Alex Pella, que chegou em segundo lugar atrás do GDF SUEZ.

Os barcos da…

Ver o post original 99 mais palavras